TIPOS DE VEÍCULO DE TRANSPORTE E SUAS APLICABILIDADES
28/08/2019
SEU CUSTO COM FRETE ESTÁ AUMENTANDO RAPIDAMENTE? ADOTE O SISTEMA DE UMA TRANSPORTADORA DIGITAL 4.0
31/08/2019

COMO A MOBILIDADE URBANA PODE SER A CHAVE PARA A MUDANÇA NO TRC?

No século XIX, o transporte de cargas e o transporte público e privado de pessoas tinham um importante elemento comum: eram todos, em sua maioria, realizados por animais. De fato, o animal era tão utilizado nas cidades que, em Nova York, por exemplo, a frota beirava 200 mil cavalos.

Se preferir você pode ouvir esta matéria

Mesmo com esse número de animais não tínhamos o emaranhado desesperador que temos atualmente presente em nosso trânsito.

Nesta matéria de hoje nós da Uppertruck iremos te contar como a mobilidade urbana pode ser a chave para o sucesso do transporte rodoviário de cargas.

 

O QUE É MOBILIDADE URBANA?

Mobilidade urbana é a condição de deslocamento de um ponto a outro dentro de uma cidade.

Essa é a definição mais encontrada, mas também a mais simplista, reducionista e literal – pois “mobilidade” é a capacidade de se mover, e “urbana” é referente à cidade.

Atualmente, o termo mobilidade urbana também se refere a uma área do conhecimento e da gestão pública que leva em conta uma “necessidade a ser satisfeita”.

É para isso que chama a atenção Diego Hernández, especialista em transportes públicos e mobilidade urbana e professor da Universidade Católica do Uruguai, em vídeo produzido pelo Banco e Desenvolvimento da América Latina (CAF).

 

Leia também: Portal do Trânsito: Uppertruck, AirBnB do transporte de cargas

 

SOBRE A MOBILIDADE URBANA NO BRASIL

mobilidade urbana

A Constituição Federal do Brasil diz que a segurança viária compreende determinadas atitudes que “assegurem ao cidadão o direito à mobilidade urbana eficiente” (artigo 144, parágrafo 10, inciso I).

Essa função é atribuída a órgãos de trânsito.

O problema é que, no país, a noção de “trânsito” fica muito limitada às práticas de organização do tráfego de veículos automotores. Os órgãos de trânsito se preocupam principalmente com a segurança de motoristas, passageiros, ciclistas e pedestres.

Essa é uma questão inegavelmente fundamental, porém a mobilidade urbana é mais que isso, conforme explicamos antes.

Com essa visão reducionista, o que acaba acontecendo é que, para o poder público, ações de mobilidade urbana se restringem a obras de infraestrutura rodoviária.

Os investimentos em transporte público, por outro lado, constantemente são desvinculados desse planejamento de infraestrutura.

 

MOBILIDADE E O TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS

Você deve estar de perguntando: Mas como tudo isso pode ajudar o transporte rodoviário de cargas?

É fundamental considerarmos o conceito de Logística Urbana, que é o processo de otimização das atividades logísticas e de transportes por empresas particulares em áreas urbanas em um ambiente de tráfego, congestionamento, de consumo de energia dentro de estrutura de uma economia de mercado – City Logistics (logística da cidade).

 A função principal da City Logistics é otimizar globalmente os sistemas logísticos em uma área urbana, levando em consideração os custos e os benefícios tanto dos setores públicos quanto dos privados.

As empresas particulares de logísticas ganham na redução dos custos do frete, enquanto o setor público ganha na redução dos intensos tráfegos e problemas sócioambientais. 

As empresas particulares de logísticas ganham na redução dos custos do  frete, enquanto o setor público ganha na redução dos intensos tráfegos e problemas ambientais.

Os sistemas de transporte influenciam diretamente vários integrantes da cadeia logística  (fornecedores, distribuidores, consumidores, produtores etc.), devendo satisfazer a todos.  Na cadeia logística, o produto percorre um longo trajeto desde a sua produção até o consumidor final. 

A última etapa desse movimento, geralmente do varejista ao consumidor final, é denominada distribuição física, a qual se configura como a atividade mais importante da logística por ser a etapa de maior custo, absorvendo cerca de dois terços dos custos logísticos.

 

PRINCIPAIS DESAFIOS NO BRASIL E MUNDO

Como você pôde perceber até aqui, a mobilidade urbana é uma área complexa, que envolve várias questões.

E, para que as condições de deslocamento realmente satisfaçam as necessidades da população, as políticas públicas precisam ser sistêmicas.

Essa combinação de fatores pode dar a impressão de que pensar e executar boas práticas de mobilidade urbana é complicado.

Na verdade, nem tanto assim. Há muitas medidas que podem ser colocadas em prática sem grandes investimentos – basta ter empatia e posicionar o interesse da população em primeiro lugar.

Mesmo assim, no Brasil e no mundo, há uma série de desafios para melhorar a locomoção dentro das cidades.

O tempo e as condições em que ocorre o deslocamento das pessoas dentro de uma cidade impactam muito na sua qualidade de vida.

Apesar de o número de empresas que adotam o modelo de home office estar crescendo, a dinâmica dos grandes centros urbanos sempre vai estar intimamente ligada ao movimento.

É por isso que o investimento em melhores práticas de mobilidade urbana tem que subir na lista de prioridades do poder público.

Na realidade, não apenas do poder público, mas da população em geral, pois essa é uma questão de interesse de todos: motoristas, passageiros do transporte coletivo, pedestres, ciclistas e mais.

 

Quem nunca sofreu com um longo congestionamento ou se viu consumido de raiva por conta do atraso de um ônibus?

Além do governo e da população em geral, os empreendedores têm um terreno fértil a ser explorado.

Afinal, se as necessidades das pessoas não são supridas em determinado segmento, isso quer dizer que há ótimas oportunidades de negócio ali.

O Uber, uma das startups mais valiosas do mundo, é a grande prova disso. Nos próximos anos, a tendência é que outros aplicativos de transporte ganhem destaque mundial.

 

Acompanhe as novidades:

Página oficial do Facebook: https://www.facebook.com/uppertruck

Instagram: https://instagram.com/uppertruck

 

1 Comentário

  1. […] Leia também: COMO A MOBILIDADE URBANA PODE SER A CHAVE PARA A MUDANÇA NO TRC? […]

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE