Home » Comprovado: Celular é uma das maiores causas de distração dos caminhoneiros no volante

Comprovado: Celular é uma das maiores causas de distração dos caminhoneiros no volante

Comprovado: Celular é uma das maiores causas de distração dos caminhoneiros no volante

Três em cada quatro motoristas brasileiros afirmam que se distraem ao dirigir, segundo a pesquisa Emotional Driving, realizada pela Marangoni, Road Steel e Gonvarri Industries. A principal causa está no uso de celular (94%), seguida por cansaço (68%), pela direção perigosa (61%) e por comer e beber (48%). A apresentação do estudo, que entrevistou de 1008 motoristas, foi feita por David Martín, diretor de pesquisa de mercado, durante a Paving Hybrid, que aconteceu, no Expo Center Norte.

Hoje mais do que apenas fazer e receber ligações, os aparelhos acessam a internet e têm os mais variados aplicativos, o que estimula ainda mais o seu uso para diferentes tarefas em todos os setores da população, inclusive entre os motoristas profissionais, como os caminhoneiros.

Smartphones e direção: combinação perigosa

Celular e direção: combinação perigosa

Embora o celular seja uma excelente ferramenta e que modificou completamente a forma como nos comunicamos, a sua utilização por motoristas enquanto conduzem veículos pode provar gravíssimos acidentes com consequências fatais.

Isso porque quando dirigimos até 95% das informações que necessitamos para administrar os riscos e tomar as atitudes necessárias estão relacionadas à visão, dessa forma quando desviamos o olhar para a tela do celular, é como se por aqueles segundos o motorista estivesse com os olhos vendados.

Além disso, ao se distrair com o aparelho o tempo de reação do motorista é afetado, para cima, em até 35%, sendo nesse sentido mais perigoso até que a ingestão moderada de álcool, onde o tempo de reação pode aumentar em a 12%.

Hoje mais do que atender ligações, a imprudência ao mexer no celular enquanto dirige está relacionada à leitura e reposta de mensagens, seja via sms, ou mesmo por aplicativos de trocas de mensagem como o WhastApp.

Nesses casos, o perigo pode ser ainda maior, uma vez que exige não apenas que o motorista retire as mãos do volante, como modifica completamente o foco na tarefa que estava realizando.

Embora nosso cérebro seja uma verdadeira potência, isso não faz com que sua capacidade de processar informações seja ilimitada, sendo assim quando realizamos mais de uma tarefa importante ao mesmo tempo existem altos riscos que uma delas saia mal.

Como resultado o número de acidentes relacionados a utilização do celular ao volante chega na casa de 1,3 milhões anualmente, segundo dados do Dpvat, mas esses números podem ser ainda maiores, uma vez que nem todos acidentes são registrados.

Olhar o celular não ajuda a manter a distância segura no trânsito

Para evitar colisões e outros acidentes, os motoristas precisam manter a chamada distância segura dos carros à frente. Ao fazer uso de celular no volante, será mais difícil manter corretamente essa distância. Afinal, você estará prestando menos atenção no que está fazendo. Com isso, o risco de colisões aumenta de maneira considerável.

Fazer ligações ou ouvir áudios atrapalha a audição

Todos os sentidos do motorista devem estar “ligados” na hora de dirigir, em especial a visão e a audição. Porém, quando ele faz uso do celular no volante para realizar chamadas ou simplesmente para ouvir algum áudio, perde o foco auditivo. Isso significa que pode deixar de ouvir um som de alerta, como uma buzina de carro ou de bicicleta.

Portanto, nunca faça telefonemas nem ouça áudios enquanto estiver no trânsito — nem mesmo no sinal vermelho. Se precisar realizar uma chamada importante, estacione em algum local apropriado e use seu telefone.

Segurar o celular com uma das mãos reduz a firmeza ao volante

O motorista deve segurar com as duas mãos o volante para evitar acidentes. Essa é uma das orientações mais básicas para os condutores. Quando se usa uma das mãos para segurar o telefone móvel, se reduz a estabilidade, segurança e firmeza. Logo, não será possível manobrar de maneira segura.

Manusear o telefone celular no volante gera multas para o condutor

Créditos: Detran – SP

O Código Brasileiro de Trânsito prevê multas para o condutor que for flagrado manuseando ou simplesmente segurando o aparelho celular enquanto estiver dirigindo. A multa atual é de R$ 293,47. O valor a pagar pode ser gerado até mesmo no sinal vermelho, com uma simples “olhadinha na tela”. Multas desse tipo só vão aumentar as despesas do motorista, que já incluem IPVA e seguro.

Agora que você sabe quais são os graves riscos do uso do celular no volante. Portanto, é importante jamais usar o aparelho enquanto estiver conduzindo, não é mesmo? Além de preservar a sua vida e a de pedestres e dos outros motoristas, ainda vai evitar prejuízos, como consertos decorrentes de batidas ou pesadas multas.

1 comentário em “Comprovado: Celular é uma das maiores causas de distração dos caminhoneiros no volante”

  1. Pingback: Caminhões sem motorista: Como se modernizar e evitar ser substituído pelo avanço tecnológico - Transporte, consolidação e otimização de cargas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =