Home » Diárias de um caminhão – Quanto custa e como é feito o cálculo do custo da estadia de um caminhão?

Diárias de um caminhão – Quanto custa e como é feito o cálculo do custo da estadia de um caminhão?

Diárias de um caminhão
Compartilhe em suas redes sociais!

Você já se perguntou ou conhece alguém próximo a você que deseja saber quanto custam às diárias de um caminhão? Pois bem, a Uppertruck Freights preparou este conteúdo incrível com os mínimos detalhes e informações atualizadas sobre o valor atual das diárias de um caminhão.

Ficou curioso pra saber mais detalhes? Então, leia até o fim!

Esta taxa corresponde ao custo fixo do veículo (remuneração do capital, salário do motorista e de oficina, reposição do veículo e do equipamento, licenciamento e seguros):

  • CHP = Custo da hora parada
  • CFM = Custo fixo mensal do veículo utilizado
  • 230 = Horas trabalhadas por mês pelo veículo
  • 0,8 = Taxa de administração e de remuneração do serviço 

Deve ser cobrado também o tempo adicional de ajudantes envolvidos na operação e não computados no custo fixo do veículo.

Caso não haja contrato, prevalece o valor por tonelada/hora, previsto na Lei no 11.442/07, modificada pela lei 13.103/15.

Diárias de um caminhão – Cálculo e Cobrança de Estadia



De acordo com o § 5o do Art. 11 da Lei 11.442/07, alterado pela lei 13.103/2015, o prazo máximo para carga e descarga do veículo de Transporte Rodoviário de Cargas será de 5 (cinco) horas, contadas da chegada do veículo ao endereço de destino; após este período será devido ao transportador (carreteiro ou transportadora) o valor de R$ 1,71* (um real e setenta e um centavo) por tonelada/hora ou fração multiplicado pela capacidade de carga do veículo.

Incidência


Inegavelmente, ultrapassado o prazo máximo de 5 horas, o pagamento relativo ao tempo de espera, será calculado a partir da hora de chegada na procedência ou no destino.



Exemplos de cálculo de Estadia, por tipo de Veículo

* O valor da estadia será reajustado anualmente de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC
** Valor atualizado em 14 de maio de 2019

* O valor de R$ 1,71 é resultado da atualização do valor de R$ 1,38, publicado pela Lei 13.103/15. Não é um número oficial.

Todas as vezes que o tempo de imobilização do veículo for superior aos prazos estipulados em contrato, deve-se cobrar uma taxa adicional para o ressarcimento deste tempo gasto a mais.

Outrossim, os prazos normais para as operações de carga e descarga com utilização de um ajudante estão relacionados abaixo.

Quando for utilizado mais de um ajudante, o peso por minuto deve ser aumentado proporcionalmente:

– Prazo de espera e carregamento para carga não paletizada (lotação): 3 h;

– Prazo de espera e descarregamento para carga não paletizada (lotação): 3 h;

– Tempo de espera e carregamento para carga paletizada (lotação): 1h 30;

– Tempo de espera e descarregamento para carga paletizada (lotação): 1h 30;

Quanto tempo o caminhão pode ficar parado?

Para o transportador, quanto mais rápido o caminhão for carregado/descarregado melhor. Porém, sabemos que a realidade não é exatamente assim. Por isso, a Lei 13.103/2015 foi criada para regular esse critério e garantir que o tempo de espera excessivo seja ressarcido.

Ao se firmar o valor do frete, o tempo de carga e descarga já deve estar previsto no contrato. Isso é importante, pois se esse tempo for ultrapassado e não houver nenhum documento, não será possível cobrar a taxa pelas horas adicionais.

Atualmente, considera-se dentro dos prazos normais os procedimentos de carga e descarga que não ultrapassem:

  • 1h30 de espera para realização do carregamento de carga paletizada;
  • 1h30 de espera para realização do descarregamento de carga paletizada;
  • 3h00 de espera para a realização do carregamento de carga não paletizada;
  • 3h00 de espera para a realização do descarregamento de carga não paletizada.

Portanto, sempre que for fazer o contrato do transporte, leve esses prazos em consideração e os insira no documento. Só assim você terá garantia de que poderá cobrar uma taxa para ressarcir o tempo excessivo em que o caminhão ficou imobilizado.

Além disso, obtenha documentos que indiquem a hora de chegada e saída dos procedimentos de carga e descarga. Qualquer documento pode ajudar: romaneios, controles internos, canhotos que indiquem horário. Dê preferência a documentos assinados pelos responsáveis por esses procedimentos operacionais.

1 comentário em “Diárias de um caminhão – Quanto custa e como é feito o cálculo do custo da estadia de um caminhão?”

  1. Pingback: CMO da Uppertruck fala sobre a importância do setembro amarelo para aqueles que vivem nas estradas - Esse texto é pra você caminhoneiro! - Transportadora Digital 4.0 sem Intermediários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − 8 =