Home » Em busca do frete perfeito: Intelipost recebe R$ 100 milhões para acelerar o comércio eletrônico

Em busca do frete perfeito: Intelipost recebe R$ 100 milhões para acelerar o comércio eletrônico

Intelipost usou aporte para crescimento no mercado de frete. Estratégia incluiu compra da AgileProcess, empresa de roteirização e visibilidade em tempo real para logística

A pandemia trouxe o crescimento do e-commerce – e bons resultados para startups que vivem dele. A Intelipost, por exemplo, firmou ainda mais suas tecnologias para melhorar a logística das lojas online e a integração entre canais de venda (conceito conhecido como omnichannel).

Além do interesse dos players de comércio eletrônico, boa parte do crescimento neste ano foi sustentada também por uma captação externa. A Intelipost recebeu R$ 130 milhões em um aporte série B em fevereiro deste ano, liderado pelo Riverwood Capital (entenda os estágios de crescimento de uma startup).

O fundo de private equity também investiu nas startups brasileiras Omie, Resultados Digitais, VTEX e 99. As duas últimas são avaliadas em mais de US$ 1 bilhão, fazendo parte do clube dos unicórnios brasileiros.

“Temos tido a sorte de apoiar empresas de software incríveis na América Latina ao longo dos anos. Estamos ansiosos para fazer esta parceria com a Intelipost e apoiar este crescimento de alta escalabilidade, além de construir uma espinha dorsal estratégica da logística do e-commerce no Brasil”, completou Joe De Pinho, diretor da Riverwood Capital e agora membro do conselho de administração da Intelipost.

A importância de um bom frete

A Intelipost foi criada pelos empreendedores Gabriel Drummond e Stefan Rehm em 2014, em São Paulo. Engenheiro, Drummond trabalhou como consultor em empresas como Falconi e Bain & Company. Já o alemão Rehm trabalhou como diretor de logística na evino, loja virtual de vinhos.

“Achei que seria simples cuidar dessa área, mas me surpreendi com os desafios brasileiros. Vi que havia uma oportunidade de ajudar outras empresas”, afirma o cofundador ao InfoMoney.

A plataforma na nuvem realiza cálculos de frete em diversas transportadoras, agiliza o despacho por meio de integrações com os sistemas dessas empresas, oferece rastreamento das encomendas, auditora as cobranças das transportadoras e coordena eventuais reembolsos. Um painel também concentra análises sobre custo médio de frete aplicado, prazo médio prometido e prazo médio realizado, taxa de performance de prazos e acompanhamento de cada pedido.

“O frete hoje é uma dor relevante para as empresas por dois motivos: primeiro, representa um custo significativo dentro das operações e impacta diretamente no resultado. Se a empresa não está preparada para essa gestão, pode ter prejuízos. O segundo motivo é a experiência de compra do consumidor. Sabemos que o preço do frete e também a visibilidade em relação à entrega fazem muita diferença e podem ser determinante para uma nova compra”, diz Rehm.

2 comentários em “Em busca do frete perfeito: Intelipost recebe R$ 100 milhões para acelerar o comércio eletrônico”

  1. Pingback: Caminhoneiros organizam paralisação nacional para 1º de fevereiro - Transporte, consolidação e otimização de cargas

  2. Pingback: Governo afirma não temer a nova ameaça de greve dos caminhoneiros - Transporte, consolidação e otimização de cargas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − quinze =