Notice: A função WP_Scripts::localize foi chamada incorretamente. O parâmetro $l10n deve ser um array. Para passar um dado arbitrário para os scripts, use a função wp_add_inline_script() ao invés. Leia como Depurar o WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 5.7.0.) in /home/uppertru/public_html/wp-includes/functions.php on line 5835
Pular para o conteúdo
Home » Entenda o que é Last Mile dentro de um processo logístico

Entenda o que é Last Mile dentro de um processo logístico

Last Mile - processo logístico -Uppertruck

Last-Mile: o que é e o quanto isso impacta em sua operação?

Você sabe ao certo o que é Last Mile? Traduzido para o português como “última milha”, é um conceito que se refere à última etapa da entrega de um produto, isto é, quando ele sai do centro de distribuição e vai ao destino final, que pode ser tanto um consumidor final ou uma empresa.

Qual o impacto do Last Mile no processo logístico?

Qual o impacto do Last Mile no processo logístico?

Apesar de não ser muito conhecido, esse processo é o mais esperado entre os clientes e tem um grande impacto na avaliação da empresa. Essa etapa é a mais suscetível a erros, mas há diversos impactos positivos nas vendas. Se a empresa mostrar qualidade na prestação do serviço, realizando entregas dentro do prazo, com o produto certo e em perfeito estado ao consumidor ela terá uma boa avaliação.

Não há dúvidas que a entrega do produto é a hora em que os consumidores ficam mais ansiosos, use isso a favor da sua empresa, trazendo ao seu cliente uma boa experiência com a marca.

Entendendo como funciona

Entendendo como funciona

Como tudo não é um mar de rosas, o Last Mile é um processo logístico que representa um alto custo para a empresa, sendo assim o planejamento e uso de tecnologias é muito importante para não reduzir o lucro e evitar prejuízos. Os problemas mais comuns nesse processo seriam o planejamento incorreto das rotas e os clientes ausentes.

Os clientes ausentes aumentam o custo do frete, já que o entregador deverá realizar novas tentativas de entrega, para resolver esse problema, é essencial que haja a comunicação entre o entregador e o consumidor, fazendo que as orientações sejam melhores, fazendo com que não haja desencontros.

A falta de uma roteirização e gestão de entregas, é um grande problema no processo do Last Mile. Uma rota mal planejada gasta mais combustível, tem um aumento da manutenção da frota e ainda pode prejudicar no prazo da entrega. Lembrando que para ter um bom resultado no processo logístico, todas as etapas devem ser executadas da melhor forma.

Dicas de como utilizar o Last Mile de forma eficiente no seu processo logístico

Uma das soluções para deixar o Last Mile mais eficaz é contar com mais de um fornecedor. Imprevistos com as entregas, por incrível que pareça são comuns e sempre ocorrem na pior hora, então caso ocorra um erro na entrega ela pode ser realizada por outro fornecedor.

Alterne entre os meio de transporte de acordo com a demanda de produtos e seu destino final. Como, por exemplo, as vans, que são ótimas para fazerem entregas de produtos de médio porte, mas se o produto não é tão grande, escolha uma motocicleta ou bicicletas para ter uma entrega mais rápida.

Para aqueles que possuem uma grande empresa, uma boa opção é possuir sua própria frota de veículos. Essa opção permite manter o controle de logística de perto e se diferenciar de uma boa forma, já que o tempo de entrega será mais rápido do que o previsto inclusive no mesmo dia do pedido dependendo da distância.

Além de escolher o fornecedor e transportes certos, é preciso otimizar sua distribuição. Se sua empresa possui vários pontos de distribuição, é uma ótima vantagem, já que isso irá lhe permitir ficar mais próximo de vários clientes, reduzindo assim o tempo de entrega.

Como posso otimizar ao máximo?

Como já mencionado anteriormente, para ter um bom resultado no Last Mile é necessário que os passos anteriores sejam efetuados da melhor maneira possível.

Nesse caso, é fundamental que a empresa entregue soluções tecnológicas como, por exemplo, o TMS, um software de gestão de transporte que permite reunir todas as informações sobre logística, facilitando o acompanhamento do processo do início ao fim e tomar decisões que otimizem sua redução de custos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *