Agronégocio e Transportes: Consórcio Via Brasil vence leilão para explorar trechos de rodovias de Mato Grosso

Evasão do crime carioca poderá provocar êxodo para outros estados
27/02/2018
08/03/2018

Agronégocio e Transportes: Consórcio Via Brasil vence leilão para explorar trechos de rodovias de Mato Grosso

Consórcio Via Brasil arrematou por R$ 16 mi em leilão na bolsa o direito de outorga para administrar trechos das MTs 100, 320 e 208.

O leilão vencido dá ao consórcio a concessão dos 533 km de rodovias faz parte da primeira etapa do programa Pró-Estradas Concessões, desenvolvido pelo governo do estado, por meio da Secretaria Estadual de Infraestrutura (Sinfra), e prevê a arrecadação de R$ 1,5 bilhão.

Os trechos concedidos ficam em Alto Araguaia (MT-100) e em Alta Floresta (MTs 320 e 208). Com a concessão, essas rodovias devem receber um investimento de pouco mais de R$ 1,7 milhão, respectivamente, R$ 1.734 milhão e R$ 1.737 milhão.

Expedição Pró-estradas Mato Grosso

O prazo do contrato de concessão é de 30 anos. Neste período, o consórcio de empresas privadas será responsável pela pavimentação, manutenção e conservação dessas estradas.

O trecho de Alto Araguaia deverá ter duas praças de pedágio. A tarifa inicial já foi estabelecida. Será de R$ 2.90. Em Alta Floresta, devem ser três praças, com a mesma tarifa.

A implantação das praças de pedágio deve ocorrer cerca de um ano após a assinatura do contrato de concessão, que de ser feita nos próximos 60 dias.  – Confira nossa publicação sobre a Pesquisa CNT de rodovias aponta situação das rodovias no Brasil – .

O governador Pedro Taques (PSDB) disse, durante o leilão, que a concessão de rodovias traz a oportunidade de melhorar a logística para o agronegócio, assim como beneficia a saúde pública. “Ter estradas não significa apenas beneficiar o agronegócio, mas permitir que o doente chegue ao hospital”.

Ele lembrou ainda que outras concessões serão realizadas. “Mato Grosso tem 2.500 km de estradas e 2.400 pontes para serem construídos e, para isso, contamos com a iniciativa privada”, afirmou.

O Consórcio Via Brasil, que concorreu com o consórcio Planova Planejamento e Construções S.A. no leilão, é formado pelas empresas Conasa Infraestutura S.A (Londrina –PR), Zetta Infraestrutura e Participações (São Paulo – SP), as construtoras Rocha Cavalcante (Campina Grande – PB), Fremix Pavimentação e Construção (Barueri – SP), FBS Construção Civil e Pavimentação (São Paulo – SP) e CLD – Construtora Laços Detetores e Eletrônico (São Bernardo do Campo – SP).

O próximo lote a ser leiloado inclui 233 km, em Tangará da Serra. As propostas para essa concessão estão sendo recebidas até 12 de abril. O leilão está previsto para o dia 18 de abril, também na B3.

Outros 12 trechos rodoviários serão leiloados até o fim deste ano. No total, o Pró-Estradas concederá 3,2 mil km de rodovias e atrairá investimentos globais de R$ 6,4 bilhões ao estado.

O consórcio Planova Planejamento e Construções S.A. também participou do leilão.

Fonte: G1

Deixe uma resposta