Conab, órgão do governo paga fretes 30% abaixo do piso mínimo.
08/12/2018
Multas podem ser novamente aplicadas a quem descumprir a tabela de frete
12/12/2018

Não vai ter greve: nova paralisação não é apoiada pela maioria dos caminhoneiros

Praticamente sete meses após a última e maior histórica paralisação de caminhoneiros autônomos, nova greve parece estar sendo empreitada por minoria e não é apoiada pela grande parte dos profissionais.

É via WhatsApp que grupos do transporte rodoviário tem se mobilizado e acompanhado as informações mais importantes do setor, e é através dos mesmos grupos que formação de pequenos grupos que apoiam greves vem tentando ser massificar desde a última semana.

Após decisão do ministro Fux de proibir a ANTT de aplicar multas às empresas o que decidirem não cumprir o piso mínimo de frete a notícia causou grande movimentação nas rede sociais.

A decisão foi na contramão dos objetivos da categoria uma vez que o piso mínimo já é uma conquista vigente em lei nacional.

Ocorre que, algumas associações e sindicatos criaram uma inoportuna ação de nova greve, levando uma pequena parte dos profissionais a pararem seus veículos em rodovias.

Grande parte dos profissionais participantes dos grupos de WhatsApp e de rede sociais, se mostram totalmente desfavoráveis ao novo movimento de paralisação. – Confira aqui nossa pesquisa sobre a paralisação –

Eles alegam não considerar um bom momento para se falar no assunto uma vez que, já estamos findando o ano, e acreditam ser mais importante aguardar o posicionamento do futuro governo que por vez já se mostrou favorável às causas dos caminhoneiros.

Uma nova paralisação da categoria neste momento pode ser um “tiro no pé”.

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE