Notice: A função WP_Scripts::localize foi chamada incorretamente. O parâmetro $l10n deve ser um array. Para passar um dado arbitrário para os scripts, use a função wp_add_inline_script() ao invés. Leia como Depurar o WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 5.7.0.) in /home/uppertru/public_html/wp-includes/functions.php on line 5835
Pular para o conteúdo
Home » Parabéns atrasado, seu motorista…

Parabéns atrasado, seu motorista…

Decidi falar a vocês com a postura do marido que esquece todo ano a data de aniversário do casamento. E isso, porque realmente não há muita coisa pra comemorar.

 

Vimos nesse dia 25 de julho o sensacionalismo de grandes veículos de comunicação enaltecendo a alegria de quem não anda lá muito feliz e parabenizando o “cara motorista” que não vive de aperto de mãos, tapinha nas costas e nem mesmo puxa-sacos.

 

Também, não vive esse cara de prêmios de internet, abastecida bônus, camisetas de time do peito e nem mesmo de aplicativos que vendem propagandas. Vivem sim é do chão quente da estrada e do frete recebido.

 

O CAOS CONTINUA

Leiloes de caminhões no interior de SP. 

Estradas do interior de são luis causam tombamento de cargas.

 

Caminhoneiros são mantidos reféns por 3 dias após roubo em MT

 

Os leilões de frete continuam, os saldos continuam não sendo pagos, as estadias estão sempre passando batidas os pneus ressolados são inevitáveis, seus caminhões prosseguem depreciando e as contas se acumulando.

 

Motorista e, na maioria das vezes intitulado apenas caminhoneiro é o profissional que mais tem lidado com suas próprias divergências, não tem conseguido administrar suas conflitos e muito menos apalpado suas conquistas.

 

A já velha, a última e inesquecível paralisação de caminhoneiros do país deixou na história algumas marcas e números negativos na economia, mas nem mesmo assim conseguiu deixar mais prejudicados que seus próprios protagonistas.

 

Não colocou no eixo os interesses da categoria que outrora unida, parece agora caminhar como rebanho para o seu desesperado fim. E como todo boi derrama sua lágrima chegando ao momento final, está o motorista (caminhoneiro) derramando suas últimas, ardidas e sofridas gotas de suor.

 

A TABELA NÃO FUNCIONA

 

Ano passado nosso editorial publicou um tema sobre a tão discutida tabela de frete mínimo,  que de mínima nem mesmo uma decisão sobre os rumos dela.  A pressão por todos os lados é muito grande quando se toca no assunto. Os caminhoneiros esperavam ansiosos resultados de uma tão sonhado controle de suas finanças ante os abusivos preços de seus insumos na viagem.

 

Já viam de longe a retomada de sua profissão e controle de custos muitas vezes impagáveis como financiamentos, pneus, manutenções e combustível.

 

MOTORISTA – O PREÇO DE LEVAR TUDO E FICAR SEM NADA: CRIME, SOLIDÃO E SAUDADE!

Convivem ainda com o terror do crime na pista, com a solidão no pátio do posto e na noite a saudade no peito. Outros ainda se degladiam tirando suas próprias vidas por questões pequenas e discussões mesquinhas quando deveriam na verdade se abraçar e lutar.

 

Levam a evolução, alimentação e conforto às nossas casas e muitas vezes vivem de uma sobra na cozinha do caminhão.  Olham de dentro de suas cabines movimentações e articulações em prol de seus interesses e quando chegam próximo ao êxito, seus afamados, afobados e atrapalhados líderes retornaram com soluções que não solucionam nada.

 

Observam num próspero e solidário governo cuja intenção até pode ser boa mas que não esconde a sua maior intenção: diminuir o que percorre a rodovia e aumentar o que percorrer a ferrovia. Imagine a mente desse cara motorista: Enquanto o Brasil cresce minha profissão aos poucos desaparece.

 

O CAMINHONEIRO TEM O QUE COMEMORAR?

Esse cara não tem muito o que comemorar na verdade. É um forasteiro solitário muitas vezes sem rumo, com seu destino traçado pelo incerto. Não reconhecido e na maioria das vezes tratado como o comum demais. Mas é um cara que tem em sua honra o brio e traços de um caráter honesto e sofrido. Realmente não há tantos motivos assim para comemorar.

 

Parabéns motoristas!

 

Não pelo seu dia 25 mas pelos seus 365, dias no ano todo, pois vocês não param e por isso o país também não.

Por: Ivan Ferreira – COO UPPERTRUCK

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *