Notice: A função WP_Scripts::localize foi chamada incorretamente. O parâmetro $l10n deve ser um array. Para passar um dado arbitrário para os scripts, use a função wp_add_inline_script() ao invés. Leia como Depurar o WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 5.7.0.) in /home/uppertru/public_html/wp-includes/functions.php on line 5835
Pular para o conteúdo
Home » Romaneio de carga: Do que se trata e qual a sua importância?

Romaneio de carga: Do que se trata e qual a sua importância?

Possui dúvidas em relação ao Romaneio de Cargas? Confira agora tudo o que precisa saber para emitir o seu documento sem se sentir inseguro

Você sabe o que significa romaneio de carga e qual a sua importância? Iremos revelar tudo que você precisa saber para se manter dentro do assunto.

Em termos simples, o romaneio de carga é um documento onde é descrito todas as características das mercadorias que estão sendo carregadas.

Isso facilita a identificação e localização entre os produtos que estão no lote fazendo com que a conferência das cargas e a fiscalização no momento de embarque e desembarque dos produtos sejam mais ágeis.

Leia: Principais Restrições de Circulação de Veículos de Carga em SP

Qual a utilidade do Romaneio de Carga?

Além dessas utilidades mencionadas acima, o documento possui diversas outras funções como evitar erros na hora da entrega, prevenir furtos e roubos dos produtos durante o transporte e serve também como um documento de controle tanto para quem recebe o produto quanto para quem o despacha.

O romaneio traz a empresa vários benefícios, tornando os processos mais eficientes e seguros. Reduzindo muitos erros e aumentando a qualidade na entrega dos serviços e consequentemente melhorando a imagem da empresa, já que uma empresa com menos erros é vista com outros olhos pelos seus clientes.

Quais dados devem conter o Romaneio de Carga?

De maneira geral, não há um padrão especifico para elaborar este documento, mas há alguns dados básicos essenciais que as transportadoras usam para gerar o romaneio. São eles:

  • Identificação única de cada pedido
  • Notas Fiscais referentes aos produtos transportados
  • Tipo de embalagem utilizada para o transporte como, por exemplo, madeira, papelão, caixa de plástico, paletes e outras
  • Quantidade de volumes
  • Dados gerais da carga como dimensões volume e peso

Para gerar um romaneio de carga existem duas maneiras, a forma simplificada, quanto a automatizada. A primeira alternativa usa de planilhas básicas para descrever manualmente os produtos transportados e todos os seus detalhes.

Já a segunda alternativa seria gerar o romaneio a partir de um sistema que pega as informações de maneira automática, uma forma mais ágil de realizar o processo e com menos chances de erros.

Como emitir o documento?

A legislação não é muito exigente em relação a emissão desse documento. Ela usa o termo “quando aplicável” ao descrever seu uso.

O romaneio de carga não possui pré-requisitos estabelecidos pelos órgãos regulamentadores, mas a receita federal indica alguns elementos que geralmente devem estar presentes no documento. Como:

  • Marcação de volumes
  • Quantidade total de volumes (embalagens)
  • Descrição da embalagem, com o peso liquido e bruto, volume total da carga e dimensões de cada unidade
  • Identificação dos volumes por ordem numérica

O que achou deste conteúdo? Compartilhe com os seus amigos de trabalho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *